Fontes
Parcerias

[Treinamentos] Birger de Balron

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Treinamentos] Birger de Balron

Mensagem por Birger de Balron em Qua 13 Nov 2013 - 16:28

Em mais um dia no inferno, o espectro de Balron continuava a julgar as almas daqueles pobres mortos, quando recebeu uma missão em que correndo e dando gritos Markino divulgou dizendo:
- Se-Senhor, venho aqui dizer-lhe que o senhor Griffon mandou uma pequena missão para ti - Disse Markino meio que desesperado - Birger meio assutado disse com um pouco de raiva:
-Silêncio maldito, na próxima vez que entrar aqui assim será morto, irei moer seus ossos. Ah, sim, o senhor Girffon havia me dito algo assim, vamos diga qual é a tal missão seu verme. - Disse o espectro enfurecido - Com um tom de voz agora baixo e um pouco mais calmo disse Markino:
- Você terá que ir até Asgard e derrotar todos os malditos guerreiros deuses, eles tem certeza que o senhor conseguirá. Espantado com tal missão concedida pelos seus superiores, Birger disse agradecendo Markino:
- Muito obrigado pelo aviso, espero que continue assim.
E o espectro continuou a andar, saindo do inferno se direcionou à Asgard, onde residiam os famosos guerreiros deuses e o deus Odin. Um dia depois de receber a missão, o espectro de Balron chegava a localidade a qual foi direcionado. Era frio e só se ouvia o barulho dos ventos, o sol não aparecia e uma grande névoa congelava tudo que estava por ali, para se aquecer, Birger usava seu cosmo quente e volumoso, mas mesmo assim precisaria de algo mais, talvez uma fogueira ou abrigo. Após algum tempo andando, o espectro conseguiu encontrar um pequeno barraco de madeira, sabia que não seria o suficiente, mas era o que poderia ter em um momento difícil como aquele. Adentrando na pequena casinha, encontrou restos de cinzas, pessoas já teriam passado por ali, Birger começou a fazer uma fogueira com o pouco de lenha que havia ali dentro. Depois de algumas horas bem aquecido e com um bom sono o espectro começou a escutar estranhos barulhos vindos do lado de fora do barraco, parecia que algo ou alguém queria adentrar ali e também parecia que estava golpeando a porta. O espectro se levantou da cama improvisada que fez e tomou posição de ataque, segundo depois a porta se abriu e na frente nada se via, preocupado Birger foi para o lado de fora da casa, onde foi atingido por alguém, seus punhos era muitos fortes e era um homem muito alto, usava um tipo de armadura meio roxa e com chifres em seu elmo, parecia ser um homem muito poderoso e esperto. Usando da sua velocidade conseguiu se levantar e sair de perto do grandioso homem e disse meio espantado e pouco bravo:
- Quem é você? Vejo que tem bastante força nos braços, mas não tem velocidade alguma.
Em pouco tempo de luta, o espectro já havia descobrido qual seria o ponto fraco do homem, a velocidade. Sabia que se atacasse com bastante velocidade poderia vence-lo. Após a pergunta de Birger o homem respondeu:
- Sou Rung, e vim lhe matar, sou um dos guerreiros deuses de Odin maldito, você não pode contra nós. 
Com uma risada meio que sarcástica, o espectro parou na frente do homem, começou a se mover rapidamente e atingiu um soco em seu estômago, mas não surtiu efeito, era realmente um homem de força e forma física incrível, o único jeito de vence-lo era usando seu poderoso chicote. Aproveitando que Birger estava bem próximo o homem decidiu usar uma de suas técnicas mais poderosas, de repente ele estava com um bumerangue, era da mesma cor que sua armadura e parecia ter uma força inimaginável, dizendo as palavras seguintes o homem atacou - Bumerangue Mjölnir - E aquele único bumerangue se multiplicou, eram mais de dez e com uma incrível velocidade se direcionavam ao corpo de Birger, era um ataque quase que impossível de se deter, já estavam bem próximos e foi um ataque muito inesperado e com uma grande força se chocaram em todas as partes do corpo do espectro que foi arremessado, logo foi aos chãos e parecia que uma de suas costelas havia quebrado, levantando lentamente e bastante ferido, o espectro decidiu acabar logo com aquela luta inútil, posicionou seu chicote para o alto e disse tais palavras atacando Rung - Chicote de Fogo - E o seu chicote atingiu e cobriu todo o corpo do guerreiro deus, seu corpo foi sendo apertado e logo iria ser feito em pedaços, alguns segundos depois, Birger aumentou a potência de seu ataque e com extrema força fez o corpo de Rung sem piedade alguma em pedaços, para todos os lados se via sangue e também se ouviam os barulhos dos ossos do homem se quebrando, logo logo, os dois iriam se encontrar novamente, mas desta vez no inferno. Alguns respingos de sangue se encontravam na sapuris de Birger que queimando seu cosmo absorveu o sangue. O espectro continuava andando e estava a espera de mais um dos guerreiros deuses, ainda sentindo fortes dores em sua costela. Balron encontrou uma pequena floresta, ali parecia que não havia neve e que havia bastante lenha, para passar a noite o homem iria novamente fazer uma fogueira e também iria caçar alguns coelhos para se alimentar. Após uma boa noite de sono, o espectro se despedia da floresta e se levantaria. De repente quando olhou para uma das árvores se deparou com o que podia ser mais um dos guerreiros deuses, era meio franzino e olhava atentamente para Birger que se posicionou rapidamente. O homem com um olhar meio que desafiador disse:
- Então foi você quem matou meu parceiro? HAHA me parece bem poderoso homem, mas não o suficiente. Meu nome é Ur e irei lhe matar, não sobrará um pedaço de seu corpo.
Birger com um sorriso no rosto logo foi para cima do homem que se desviou do ataque facilmente, a velocidade agora não era o ponto fraco do homem, mas sim a sua força. Sem nem mesmo pronunciar seu nome o espectro foi para cima tentando golpes corpo a corpo, conseguiu desferir uma pequena sequência de socos e chutes no homem que ficou pouco ferido. Sabendo que Birger estava pouco ferido, Ur foi diretamente com sua mão atingir a costela quebrada do espectro, mas ele conseguiu se defender facilmente, sem querer que está luta durasse muito Ur foi usar uma de suas técnicas mais poderosas para tingir novamente a costela de Birger. O guerreiro Deus atacou dizendo tais palavras - Corte de Luz - E o ataque de força incrível não teve efeito algum, usando seu chicote Birger conseguiu se defender e também contra atacar o guerreiro. Já muito esbravecido, Ur decidiu usar a sua técnica mais poderosa dizendo - Corte de Fogo - O ataque de velocidade tão grande conseguiu atingir uma das ombreiras do espectro que conseguiu se safar por pouco e decidiu logo mandar o guerreiro deus para o inferno ou para um dos infernos dizendo - Reencarnação - O ataque mandaria o adversário para qualquer um dos infernos, mas sem saber para qual poderia mandar, o julgou e o mandou para um inferno aleatório. Mais um dia de grandes batalhas chegaram a cansar Birger que continuou a andar, mesmo não tendo matado metade dos guerreiros deuses já estava ferido e com sua armadura danificada, mas com grande força de vontade o homem seguia para dentro do "castelo" de Odin. 
Continua...
avatar
Birger de Balron
Espectro
Espectro

D.G's : 8

Status do Personagem
Nível: 8
Status da Veste: Perfeita
COSMO:
900/900  (900/900)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Treinamentos] Birger de Balron

Mensagem por Mani/Ares em Qua 13 Nov 2013 - 16:39

7 Níveis :d




Conheça o seu inimigo como a si mesmo e não precisa temer o resultado de cem batalhas...
avatar
Mani/Ares
Deus
Deus

D.G's : 573
Localização : Esparta

Status do Personagem
Nível: 100
Status da Veste: Perfeita
COSMO:
1000/1000  (1000/1000)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum